Nos últimos dias de vacinação contra gripe, Ministério da Saúde reforça importância da imunização para evitar casos graves da doença

A campanha nacional de vacinação contra a gripe termina na próxima quarta-feira (31). Até o momento, 34,7 milhões de doses foram aplicadas. Para a efetiva proteção da população, no entanto, especialmente dos mais vulneráveis, é necessário que mais pessoas recebam o imunizante.

Quase 80 milhões de doses contra a doença foram distribuídas para todo o país. Com o encerramento da campanha, o Ministério da Saúde orienta que estados e municípios ampliem o calendário de ações locais enquanto durarem os estoques de vacinas.

“Quero conclamar a união de todos pelo nosso Movimento Nacional pela Vacinação, um movimento do Ministério da Saúde, dos estados, dos municípios e de toda a sociedade civil. A ciência voltou e precisamos retomar a confiança da população nas vacinas. Essa é uma missão de todos nós”, destaca a ministra da Saúde, Nísia Trindade.

Proteção garantida

A vacina é disponibilizada todos os anos, antes do inverno, período em que as doenças respiratórias são mais comuns. Os imunizantes têm perfil de segurança excelente e, geralmente, são bem tolerados. Manifestações como dor no local da injeção são comuns e ocorrem em 15 a 20% dos pacientes, sendo benignas e geralmente resolvidas em 48 horas.

A vacina é fabricada com vírus inativados, fragmentados e purificados, ou seja, não é capaz de induzir o desenvolvimento da doença. Além disso, a composição e a concentração de antígenos são atualizadas a cada ano, seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS). O Ministério da Saúde reforça que o imunizante pode ser administrado simultaneamente com outras vacinas do calendário nacional.

O Movimento Nacional pela Vacinação continua e é importante lembrar que as UBS estão abastecidas com os imunizantes indicados no calendário de vacinação, de acordo com as idades.

O que é a gripe?

A gripe é uma infecção aguda do sistema respiratório, com grande potencial de transmissão. Existem quatro tipos de vírus: A, B, C e D. Os vírus Influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais. Os principais sintomas da gripe são febre, dor de garganta, tosse, dor no corpo e dor de cabeça. A vacinação é a forma mais eficaz de prevenção contra a doença e suas complicações.

Fonte: Ministério da Saúde
Foto: Myke Sena

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *